segunda-feira, setembro 27, 2004

Sleeping with the bear

Quantos de vós haveis dormido com um urso? (que coloquial estou eu hoje.. wooof!)

Dormir com um urso é bom! Principalmente no Inverno, porque são quentinhos e "almofadados" e porque gostam de abraços e de proximidade! (eu bem que vendo o meu salmão... LOL).
Outras vantagens:

Quando acordamos, não duvidamos que ainda temos companhia... pois é difícil que se dissimule por entre os lençóis!

Podemos morder um urso sem correr o risco de partir um dente!

Podemos ir para a praia sem levar chapéu de sol, basta ficar atrás do um urso!

Um urso está sempre disposto a brincar e quando não está, vê-se logo!

Quando um urso está cabisbaixo, basta levá-lo ao um restaurante!

Pode dizer-se a toda a gente que andamos a dormir com um urso, que todos pensarão tratar-se de um peluche!

(aceitam-se mais argumentos... )

domingo, setembro 26, 2004

Tentativa

Gostava de ser como tu! Virado para as novas tecnologias, saber o que é o PXLMA-plus e o 3DFox, sempre com tanta coisa de que falar... mas sou apenas um urso das beiras, já velhote, que nunca sonhou sequer em andar a escrever nestas coisas de blogs e internetes.
Enquanto estive ausente, pensei bastante. Eu sei que é arriscado, como tu dizes no texto anterior, mas pensei: O que faz um urso na cidade? Como sobreviver quando não há ar puro, nem campos para vaguear ou rios para mergulhar?
Lembro-me de descobrir que a minha diferença relativamente aos meus outros amigos era mais do que já ter uma barriguinha e de ter pelos por todo o corpo. Eles pediam-me para mostrar e eu mostrava! Sentia-me um herói! Era diferente dos outros e eles nem sonhavam quão grande era essa diferença.
Os meus pais chegaram a levar-me ao médico, que justificou essa minha pelagem como uma puberdade que chegou depressa e forte demais. Pelo menos foi isso que a minha irmã me tentou explicar. Eu, como achava graça a tanta confusão por minha causa, nem me importei com o que isso queria dizer.
Na cidade, depois de eu já saber quem era ou pensar que sabia quem era, até foi bastante acolhedora, numa altura em que nada se podia fazer ou dizer em público, muito diferente do que é hoje. Felizmente, pouco depois, chegou a Revolução e penso que esses foram os dias mais completos da minha vida.

(já te contarei mais)

Outono

Gosto de passear pela baixa de Lisboa, à noite, quando chegam os dias de Outono e a temperatura já não é tão convidativa. Sempre tive melhor relação com o frio do que com o calor, mesmo quando as mãos me ficam roxas e as orelhas geladas. Desde jovem que associo o Outono ao “fim da tarde”, o momento ideal para a reflexão, de preferência numa esplanada com vista para a cidade. Assim sendo, para mim esta é a estação escolhida para fazer um balanço do que é e do que tem sido a minha vida.
Não é sobre o que tem sido a minha vida que quero escrever, mas sim sobre o facto de cada um de nós ter momentos temporais preferidos para as mais diversas tarefas ou prazeres: plantar, correr, cantar ou ler, cozinhar ou até ter sexo (poderia escolher uma palavra que rimasse, mas não esse o espírito do texto).
A noite é o espaço da nossa vida que mais decisões vê nascer. Um meu amigo, um dia, escreveu numa tela o seguinte: “A noite é propícia ao acto criador e ao suicídio. Está provado”. Não sei se está provado ou não, mas parece-me que estes pólos opostos a que se refere são ambos frutos de uma elaboração intelectual, de prazer ou de desespero, de descoberta ou de depressão, de perplexidade ou de sofrimento.
Pensar é, tal como acreditar, “um acto de coragem” e só assim chegaremos a algum lado, que é tantas vezes lado nenhum, um beco, uma praça ou um pequeno quarto com caixotes debaixo da cama. Pensar é a única forma de crescermos e de descobrirmos quem somos, mesmo sendo quase sempre uma descoberta pouco lisonjeadora. É um facto de que temos de nós próprios uma imagem quase imaculada, nós temos razão e desculpamo-nos com uma facilidade incrível e os outros ou não têm mesmo razão ou não deveriam reagir assim connosco.
Mas que fazer quando descobrimos que a auto-comiseração e a exacerbada auto-imagem tomaram na nossa vida uma parte maior do que alguma vez julgaríamos?
Negamo-lo? Claro que não! Há caminhos que só têm um sentido e o caminho da descoberta é implacável. Pensar é arriscado, mas não pensar é mais arriscado ainda!


(era para ter falado do “Outono” e da Cidade, mas as palavras são como as cerejas!...)

sábado, setembro 25, 2004

Cria de Urso


Foi um belíssimo filme! Independentemente de eu nunca ter visto tanto urso junto, um regalo para os olhos ;), num ambiente bastante cordial e simpático, com direito a buffet e tudo (uns canapés, uns pedaços de fruta, mousse de chocolate e muitas outras coisas que gente dedicada e generosa teve a amabilidade de preparar!),
penso que pela primeira vez (eu não fui ao Pic-Nic organizado pela Associação dos Ursos de Portugal - AUP) se percebeu que efectivamente este projecto tem pernas, fortes, peludas e lindas, para andar! Hoje somos alguns, amanhã seremos MUITOS!
Apesar de tudo faltaram algumas pessoas que eu juraria iria lá encontrar...

O Filme "Bear Cub" -> "Cria de Urso" -> "Cachorro" é mais do que uma história de Ursos, um filme sobre relações parentais, neste caso da relação entre um tio gay e um sobrinho de 9 anos. Uma das "mensagens" do filme é a de que quando se fala franca e abertamente com as crianças, sobre assuntos que, sendo importantes, também lhes dizem respeito, a aceitação e compreensão surge naturalmente, como coisa natural que é (ser gay)!

Foi bom ainda conhecer pessoalmente alguns ursos que apenas conhecia virtualmente! :)

Para quem quiser saber (ainda) um pouco mais sobre o filme...

sexta-feira, setembro 24, 2004

Teddy Dog - Um Convite "Cachorro"

Mesmo sem saber se consigo arranjar bilhete... convido toda a Cidade para estar presente hoje, no Quarteto, a partir das 20,30h, na Sala 1, e ver a "Obra-Prima" (espero eu... wooof!) "Cachorro"!!

teddy
Originally uploaded by o urso e a cidade.

Vejo-vos lá?

quinta-feira, setembro 23, 2004

mais algumas dicas

Nota: Esta é já a segunda vez que tento fazer este post!

Para quem não sabe (e para esclarecimentos de alguns) aqui vai:
Os ursos quando se encontram em salas de chat (IRC – há quanto tempo!...), para se apresentarem podem apenas escrever: wb6, h++, gt, uc, 35yo, o que significa: white bear, VERY hairy, goatee, uncut, 35 years old. Existem ainda muitos outras abreviaturas de que já não me lembro. Deve ser da idade! :)

Hoje fui ver o “Piedras” ao Quarteto, na melhor das companhias! Por acaso, estava lá também uma das protagonistas do filme, a actriz Antónia San Juan, “que me pareció muy entrañable”. Olé para ella!

quarta-feira, setembro 22, 2004

Urso - Ser muito ou ser pouco

Os ursos não são todos iguais, tal como as renas ou os veados! Os ursos às vezes são apenas crias (bear cubs) outras vezes são polares (polar bears) - LOL pareço o Lauro Dérmio! Podem ainda ser Papás (daddy bears), Gorduchos (chubby bears), Musculados (muscular bears), Grisalhos (grizzly or husky bears) <- esta última classe não está muito bem definida por mim. Haverá com certeza quem me corrija!
daddydaddypolarcub

Quanto ao grau de bear, poderá ir de 0 até 7, sendo o 0 um urso que se sente urso mas "ninguém diria" ;) e o 7 o "completamente" urso. Assim um "b5" é um urso que reúne a maioria das características da raça. Pelo na cara (cavanhaque/goatee ou barba), barriga que se veja e bastantes pelos no resto do corpo. Um b7 ou b7+ é um enorme urso, peludíssimo, com barba completa, bem pesadote e com ar de quem nunca saiu do campo! (indumentária a condizer - camisa de flanela aos quadrados, calças de ganga largas, com suspensórios, botas)

Aceitam-se correcções e comentários! :)


Haloscan commenting and trackback have been added to this blog.

segunda-feira, setembro 20, 2004

O renas é uma referência

Cada vez que visito o Renas e Veados (diariamente), é sempre com grande apreço que leio o que lá se escreve. Um post de 19 de Setembro intitulado "Lésboa Gay" vale a pena ser lido, até porque serve de porta a outros artigos interessantes sobre a vida no "burgo", como usualmente ali referem!

É caso para dizer, "os meus vizinhos é que têm uma casa magnífica"!

um abraço ursino para eles!

Nomi Song

Hoje fui ver o filme ou melhor dizendo, documentário The Nomi Song, exibido na Sala 1 do Quarteto e integrado na programação do Festival de Cinema LGBT. Foi interessante, embora eu esperasse um pouco mais. Fantástica foi a aparição do David Bowie transvestido, durante um concerto ao vivo.

O Quarteto não estava tão "cheio" como na 5ªfeira passada, mas mesmo assim, pelo facto de as pessoas chegarem à última da hora, houve alguma confusão nas bilheteiras! Já não estão habituados a enchentes ;)

Como de costume, os Ursos eram poucos :( Acabei por não comprar o bilhete para 6ªf (para ver o Filme "Cachorro", do qual falei no primeiro post deste Blog), mas reserva-lo-ei amanhã por telefone!

sexta-feira, setembro 17, 2004

Comunicado do Município

A autarquia desta cidade, da qual o Urso é Presidente, Vogal, "jardineiro" e tudo o resto (exceptuando a graciosa colaboração do Velho Urso), vem pesarosamente comunicar que, devido a um erro informático, os posts tiveram de ser re-publicados, o que implicou a sua inversão cronológica, embora nós, nesta cidade, não tenhamos nada contra a inversão...
As nossas desculpas ao Velho Urso, por lhe termos retirado a autoria do seu único post ;) "É uma honra".

Lamentamos sincera e profundamente que se tenham perdido os comentários e prometemos que tal não voltará a acontecer, caso contrário demitir-nos-emos!

As nossas desculpas,

O Urso

Para quem possa estar um pouco desatento...

Para quem possa estar um pouco desatento... ontem teve início o Festival de Cinema LGBT, com uma belíssima programação já anunciada pelos Blogs da vizinhança! Fui ver o "9 Dead Gay Guys" belíssimamente acompanhado! (até por quem eu não sabia! LOL - dijit, this is for u! ;)
O Quarteto estava CHEIO. Foi bom de ver!


PS:
Hello!??! Velho Urso?!?!? "Nem um postzito"?...
Não te estou a cobrar nada :o), é apenas vontade de ter algumas palavras tuas neste Blogurso...

(Eu sei que vais este fim de semana pró Sul... com o calor que vai estar, o pelo deve ser suficiente, não? ;)

Boa comida e boas banhocas!

É uma honra

Obrigado pelas tuas palavras, Urso! Mas, para além de ser teu amigo, não me reconheço nessa sapiência que me queres atribuir! Não tenhas demasiadas expectativas, para não te desiludires, ok? ;) Vou dar o meu melhor!

Uma ajuda de peso

Não há nada como ter amigos! Tenho agora uma preciosa ajuda, de alguém com experiência, disponibilidade e... boa vontade ! :)
o Velho Urso ofereceu-se para alternar comigo (alternância não significa o mesmo que "alterne"... eheheh) a tarefa de manter sempre vivo o Blog. Não foi em vão que tanto salmão (grande e gordo) caçamos juntos, à beira rio. Sê bem vindo!

Não podia começar da melhor forma...


poster

notícia do "Ursos de portugal":

"A ASSOCIAÇÃO URSOS DE PORTUGAL tem o prazer de patrocinar a vinda a Lisboa do filme “CACHORRO” (Espanha, 2004), que integra a programação do 8º FESTIVAL DE CINEMA GAY E LÉSBICO DE LISBOA.

Trata-se, como tem sido noticiado, do primeiro filme 'bear' europeu e contou com assinalável sucesso, tanto da crítica como do público, quer aquando da sua apresentação no Festival de Cinema de Berlim quer na sua exibição em Espanha e noutros países do mundo.

Consciente do interesse que este filme suscitou entre a comunidade 'bear', em Portugal tal como noutros países dos vários continentes, os corpos dirigentes da Associação Ursos de Portugal desde cedo desenvolveram esforços no sentido de o mesmo ser projectado entre nós. A coroar o trabalho desenvolvido nesse sentido, podemos agora anunciar a sua exibição, com o nosso patrocínio, no âmbito do Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa.

A sua exibição está programada para o dia 24 de Setembro de 2004 pelas 21:30 no cinema Quarteto e contará com um debate , após a projecção do filme, sobre as diversas temáticas nele abordadas.

Saiba mais sobre o filme: http://www.mangafilms.es/cachorro/

Saiba mais sobre a Associação: www.ursosdeportugal.org

Eu, Urso



Existem muitos tipos de ursos. Eu sou apenas um, igual a tantos outros que habitam neste país desgovernado e politicamente apalhaçado!
Mas não falemos de tristezas. Hoje é um dia de chegada e consequentemente de partida também. É assinalável a quantidade de Blogs de qualidade (eu sei que tudo isso é relativo) que povoam a Blogesfera, o que me deixa muito satisfeito e, ao mesmo tempo, constrangido. Mas a eles devo muita da vontade que tenho em puxar uma cadeira e começar a escrever!

Os trinta anos já passaram e isso de modo algum me desagrada ou atrapalha, pelo contrário, já não "sofro" de ejprec (LOL) nem ruboresço ao primeiro olhar.
Desde a adolescência que sei que sou homossexual, apesar das sérias paixões que tive pelo sexo oposto, entre os meus 12 e 17 anos de idade, e foram contrariadas pela rigorosa educação religiosa (não católica) que tive. Lembro-me de aos 16 anos pensar aterrorizado que se tivesse relações sexuais com uma qualquer rapariga isso daria obrigatoriamente em gravidez! Com um homem seria tudo mais fácil. É óbvio que o assunto SEXO sempre foi Extra-Tabu em casa dos meus pais.
Deveria ter uns 18 anos quando fui seduzido por um tipo, junto das casas de banho da Rodoviária. Durante uma semana, mal suportei o peso da culpa de ter tido essa experiência. Com o passar dos anos, felizmente a culpa desapareceu!

Hoje conto com uma relação falhada (que durou quase 3 anos) e com outra que, tendo altos e baixos, dura há 16 anos. É securizante, cheia de cumplicidades e também de frustrações, mas acho que todas são assim...

Madonna Streisand

Não fui! Assumo-o frontalmente: Não fui ver a Madonna! Alguns comentários fantásticos (13 Setembro) sobre esse facto e sobre Ser ou Não Ser bicha, no Renas e Veados, fazem-me pensar que a idade tem aqui um papel bastante relevante. Eu sou mais do tipo Barbra Streisand, Bee Gees, Abba, sou mais POP ou também posso ser (H)OMO, se preferirem! Aliás, eu sempre achei que tinha uns gostos um pouco "demodées", por exemplo no que diz respeito aos Homens, gosto deles com bigode, gorditos e morenos. É inegável que tenho um gosto de "sopeira"! Gosto de Fardas (de Sargento para cima, salvo seja), de mãos grandes e com calos e também de uma barriga que empurre os botões. Estarei perdido? ;)

E se de repente....

E se de repente... lhe aparece um Urso à frente? Dizem os manuais que devemos ficar muito quietos, mesmo muito quietos, deixar que o urso nos cheire e... a partir daí seja o que Alá quiser (ou deixar)!
Esta cidade é pródiga em ursos, pena é que muitos não se deixam sequer "cheirar" :(
Os que trabalham nas obras, os condutores de autocarro ou mesmo os polícias, são dos mais difíceis de "cheirar", é pena! Se usassem Gaydar, sempre ajudava!...
(Para os que não sabem, Gaydar não é um perfume, é um dispositivo electrónico que assinala a presença de outro Gay nas redondezas, claro que é conveniente que esse suposto gay também tenha esse dispositivo).
Acho que era óptimo que já nascessemos com esse "device" incorporado, era muito mais fácil! ;)

Generalizações


Na generalidade, o urso é um animal tímido. Apesar de ser corpulento e ter pelos na cara (barba, bigode ou "goatee"), o que na maioria das vezes lhe dá um ar másculo e até desajeitado, ele é por natureza um ser afável e sensível.
Uns generosos abraços e umas boas gargalhadas são apanágio desta espécie que também não dispensa uma lauta refeição, que pode durar um bom par de horas! Parece estranho, mas a aparente extroversão do urso é geralmente a capa que usa para esconder a sua timidez. Podemos licitamente pensar que isso não é invulgar, que quase toda a gente é assim, principalmente os actores, mas o urso, por ser tão corpulento e notado, num mundo onde o corpo de "ginásio" é o mais valorizado, sente-se na maioria das vezes deslocado, no centro das atenções.
(Claro que as generalizações pecam sempre por serem o que são: generalizações)

É pois compreensível que, independentemente do "à-vontade" que os ursos e não-ursos têm quando se "conversam" em algum chat (irc, messenger, icq e outros), quando se encontram pessoalmente com aqueles que na noite anterior tiveram uma conversa digna de "bolinha no canto", simplesmente ficam inibidos, acabando por ser formais e civilizadamente "extra-polidos". É também por essa razão e porque são do tipo "casadoiro" que os ursos, nos jantares que por vezes se organizam, dificilmente dão o primeiro passo.

Ó Urso!

Uma das vantagens de ser urso é a de que quando se referem a nós como "o tipo é um Granda Urso!", nós até gostamos! ;).
Uma outra vantagem é a de que estamos sempre elegantes, mesmo com uns quilinhos a mais... há sempre um outro urso ou até um "chaser" que está desejoso de um abraço caloroso!

Há lá alguma coisa mais confortável do que alguém "almofadado" e ainda por cima de peluche ? :D

E depois não digam que sou eu que vejo coisas...


Folheando a CREATIVE Review, de Junho passado, eis que me deparo, logo na sétima página, com um anúncio da Corbis que até parece um snapshot tirado na Praia 19 (não sei se ainda se chama assim...)
Os publicitários ou estão a perder a vergonha ou perceberam que há um ENORME mercado à sua disposição! ;)

Combinação perfeita

Existem alguns ursos na nossa praça que, tal querubins, associam a beleza à inteligência! É o caso do Francisco José Viegas, Jornalista e Escritor, ex-director da infelizmente desaparecida Grande Reportagem, que para além da simpatia e da inteligência é, na minha perspectiva, um admirável espécime de urso.



Blogszzzzz....

O Urso é tipo bem disposto, daqueles que se rebola a rir com os episódios do Absolutely Fabulous ou do "Allô, Allô!".

O Urso é também um tipo que acha graça a esta coisa das novas tecnologias, embora se sinta muitas vezes um info-ignorante no que diz respeito a matérias como: CGI-Scripts, PHP, Pearl e sabe-se lá que mais. O Urso também gosta de Blogs! Acha que há muito talento dispersado pela Rede, gente que escreve magnificamente ou com uma criatividade de fazer "cair ou queixos"!

No entanto, a vida do Urso, não sendo propriamente uma vida de cão, obriga-o a levantar-se cedo (hmmm... enfim, quase cedo ;)) para tratar das abelhas e recolher o mel. Como toda a gente sabe, as abelhas trabalham apenas durante o dia (será?) e o Urso, com o blog a correr-lhe no sangue, acaba por ficar um pouco, só mais um pouco, só ainda mais um pouco - ooopsss, que já são 4 da manhã - a fazer a ronda pelos Blogs e a modestamente comentar o que vai lendo. Resultado: De manhã, fica literalmente colado à cama e a única maneira de dela sair é atirando-se para o chão! Ele já comentou consigo próprio que este vício tem que parar!... Dizei-lhe alguma coisa, por favor!... Ajudai-o!

Picado do site de Christopher Moore
Para quem possa estar um pouco desatento... ontem teve início o Festival de Cinema LGBT, com uma belíssima programação já anunciada pelos Blogs da vizinhança! Fui ver o "9 Dead Gay Guys" belíssimamente acompanhado! (até por quem eu não sabia! LOL - dijit, this is for u! ;)
O Quarteto estava CHEIO. Foi bom de ver!


PS:
Hello!??! Velho Urso?!?!? "Nem um postzito"?...
Não te estou a cobrar nada :o), é apenas vontade de ter algumas palavras tuas neste Blogurso...

(Eu sei que vais este fim de semana pró Sul... com o calor que vai estar, o pelo deve ser suficiente, não? ;)

Boa comida e boas banhocas!